Alunos salesianos são feridos em atentados no Paquistão

Os últimos atentados contra a comunidade cristã no Paquistão levados a termo ontem, 15 de março, em Lahore, acarretaram até agora o terrível balanço de 16 mortos e 78 feridos. Entre estes últimos, há também alunos da escola salesiana, não de maneira grave felizmente.

Os atentados, reivindicados pelo grupo de “Jamaat ul Ahrar” (JuA), alvejaram duas paróquias cristãs, uma protestante e uma católica, durante a celebração das funções dominicais. As explosões aconteceram no bairro chamado “Yuhannabad” (Cidade de João), de maioria cristã, a poucos minutos uma da outra.

No bairro está situada também uma escola técnica, conduzida pelos Salesianos: dois alunos dessa nossa escola ficaram feridos enquanto passavam na frente da paróquia católica.

Uma testemunha ocular referiu: “Estava sentado num mercado perto da igreja, quando uma explosão sacudiu os arredores. Corri para o local e vi um policial lutar com uma pessoa que estava buscando entrar na igreja: não conseguindo seu intento, fez-se explodir (….). Vi partes do seu corpo voar pelos ares”.

Apenas sabida a notícia, alguns professores da escola salesiana acorreram ao local e, sabendo dos alunos feridos, levaram-nos ao hospital.

“Pela televisão reconhecemos alguns pais dos nossos alunos que se abraçavam e choravam, alguns acompanhando familiares sobre macas rumo a tantas ambulâncias que chegavam uma depois da outra à praça da igreja. O ataque se deu durante o ofertório. Por fortuna os dois guardas conseguiram deter o camicase; portanto a explosão foi acionada somente na entrada da igreja, que estava repleta. Imagine-se a carneficina se tivesse conseguido chegar ao meio da igreja! Nós consideramos esses dois guardas heróis, porque deram a vida para impedir uma carnificina ainda pior” – comentam os Salesianos do lugar.

“Quanto aconteceu permanece entretanto para todos nós, empenhados na educação nas nossas escolas cristãs, no Paquistão, um aviso de que cedo ou tarde poderíamos facilmente ser novas vítimas de tais barbaridades…, desde Peshawar a Youhannabad.

Hoje, 16 de março, para nós, Cristãos, é dia de luto, de oração, de demonstrações pacíficas. Cada vez mais, nesta República islâmica, a nossa segurança permanece nas mãos de Deus, que tudo vê e que a tudo provê”.

ANS – Lahore

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.