Entregue a ’Positio’ do Servo de Deus José Vandor

Na quinta-feira, 16 de janeiro de 2014, o Pe. Pierluigi Cameroni, Postulador Geral, entregou à Chancelaria da Congregação das Causas dos Santos a “Positio super vita, virtutibus et fama sanctitatis”, do Servo de Deus (SdeD) José Wech Vandor.

A ‘Positio’ teve como relator o Pe. Zdzisław Kijas OFMConv. e como colaboradora a Dra. Lodovica Maria Zanet. Menção especial se faça do salesiano Pe. Raffaele Giordano, Vice-Postulador, a quem esteve confiada, na fase diocesana, a causa de beatificação e canonização do Pe. Vandor, à qual ele se dedicou com muito entusiasmo até ao fim da vida.

Elementos estruturais da ‘Positio’ – que apresenta de modo crítico e aprofundado todo o aparato probatório documental e testificante relativo às virtudes heróicas do SdeD – são: uma breve apresentação por parte do relator; a ’Informatio’, ou seja, a parte teológica na qual se prova que o Servo de Deus exercitou de maneira heróica todas as virtudes cristãs; o ‘Summarium’ com as provas testificantes e documentais. Depois da entrega, a ‘Positio’ será examinada pelos consultores teólogos da Congregação das Causas dos Santos..

O Pe. José Vandor nasceu em Dorog, Hungria, no dia 29 de outubro de 1909. A seguir manifestou ao seu pároco, Pe. Arturo Pehatsek, o desejo de tornar-se sacerdote e missionário. Esse levou-o ao Instituto Salesiano de Peliföldszentkereszt onde o Pe. Vandor iniciou o percurso de formação salesiana fazendo o noviciado e pronunciando os primeiros votos em 1928.

Oito anos mais tarde, em 5 de julho de 1936, foi ordenado de sacerdote em Turim, Itália, e voltou para a Hungria a fim de festejar com os seus caros a ordenação sacerdotal. No mesmo ano foi enviado como missionário a Cuba, realizando desse modo o sonho que desde criança cultivava no íntimo do seu coração.

Fazer o bem e dedicar-se à salvação das almas fora a sua única preocupação nos 40 anos de trabalho em terra cubana. A sua personalidade, espiritualidade e criatividade pastoral deixaram marcas profundas na diocese de Santa Clara aonde o Pe. Vandor chegou no dia 9 de dezembro de 1954 com a finalidade de assumir a construção do Instituto de Artes e Ofícios ‘Rosa Pérez Velasco’ e a cura pastoral da igreja de N. Sra. do Carmo.

Pode-se aproximar a figura do Pe. Vandor à de São Francisco de Sales pela paciente doçura, prudente dedicação e iluminada sabedoria na direção espiritual das almas; e a de São João Bosco pelo dinamismo apostólico, o amor aos mais pobres, o espírito de fé, a serena alegria e as maneiras cordiais. Morreu em Santa Clara, no dia 8 de outubro de 1979.

ANS – Vaticano

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.