Terremoto no Nepal: solidariedade salesiana à população

Pavoroso o que se apresenta na capital Katmandu e em alguns povoados limítrofes, onde perto de 70% das residências desmoronou. Foi o terremoto mais forte dos últimos 80 anos na região. Foram registradas vítimas também em algumas zonas da Índia, da China, de Bangladesh, do Tibete. Neste contexto os Salesianos limitam-se aos socorros de emergência e várias Procuradorias Missionárias Salesianas já lançaram campanhas de solidariedade.

Medo e caos dominam as áreas mais atingidas pelo terremoto. O repetir-se de tremores e os hospitais caídos levam muitas pessoas a dormir ao relento. “Continuam os tremores e o povo tem medo”, explica o Pe. Jacob Punneli, SDB,missionário no vale de Kathmandu.

Os danos maiores se deram no vale de Kathmandu. Os salesianos, o pessoal de suas obras e alguns ex-alunos estão por isso dedicando-se em quatro povoados dessa área, ajudando a perto de 400 famílias. Ali parece que não tenha havido vítimas, mas praticamente todas as casas estão no chão. Distribuem-se alimentos, remédios e também material para levantar algum abrigo temporário.

No momento as despesas beiram os dois ‘lakh’ de rupias por dia (cerca de 3 mil euros): compra-se o necessário junto a um bom supermercado (que parece tenha estoques para alguns dias ainda). Sucessivamente será necessário avaliar se vai ser necessário buscar alimentos e gêneros de primeira necessidade na Índia. Tais despesas só foram possíveis porque os salesianos do lugar já receberam para isso algumas primeiras ajudas. E, por ter prestado ajuda aos povoados vizinhos, receberam pedido de auxílio também de outros mais afastados. Evidentemente, se devessem assistir a outros vilarejos precisariam dispor de maiores possibilidades.

“Há necessidade de comida, cobertores, remédios, tendas, roupa de frio… Muitas as pessoas que perderam tudo. A chuva igualmente vem complicando a busca de possíveis sobreviventes e o mesmo prestamento de socorros”, afirmam os salesianos, que abriram suas casas, felizmente pouco danificadas, para ajudar à população.

Também para levar auxílio às populações, foram imediatamente ativadas várias Procuradorias Missionárias Salesianas. Quem quiser contribuir pode consultar os sites da Missioni Don BoscoMisiones Salesianas e o site dos Salesianos da Austrália, com as devidas referências para que as doações sejam endereçadas à Obra Salesiana no Nepal.

As campanhas atualmente se destinam às necessidades imediatas e para o salvamento de vidas: tudo o mais (reconstrução, etc.) fica para quando a situação de emergência tiver sido superada.

ANS – Kathmandu

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.