Quem Foi Dom Bosco


Dom Bosco foi um padre italiano, nascido em 1815 num vilarejo chamado Becchi na região do Piemonte. Ao longo de sua vida, Dom Bosco sentiu-se chamado por Deus e deixou para toda a Igreja um carisma que se vive pelo trabalho aos jovens mais pobres, por meio da educação e evangelização. Dom Bosco foi canonizado pelo Papa Pio XI em 1934 e foi declarado como Pai e Mestre da Juventude em 1988 pelo Papa João Paulo II.

A Congregação Salesiana


A Congregação Salesiana foi fundada por Dom Bosco em 1859 e continua até hoje sua missão na Igreja. Constituída por consagrados (sacerdotes e irmãos coadjutores) que decidem entregar sua vida a Deus indo ao encontro dos jovens, especialmente os mais pobres.
O nome “salesianos” vem de São Francisco de Sales, proposto por Dom Bosco pela sua característica fundamental: a caridade pastoral e a preocupação com a evangelização por meio da imprensa. Existem no mundo aproximadamente 15 mil religiosos salesianos que estão distribuídos em 133 países. São aproximadamente 400 mil membros na Família Salesiana.

Membros da Presença Salesiana em Itaquera - São Paulo - SP

Irmão Lucas, Irmão Felipe, Irmão Antônio Carlos, Padre Giácomo, Padre William, Padre Rosalvino e Padre Mauro
(da esquerda para a direita)



P. Rosalvino Morán Viñayo – Diretor
Ir. Antônio Carlos Martins – Ecônomo, Pastoral, ADMA, SSCC, Ex-Alunos
P. William de Lima – Coordenador da Pastoral, Conselho
P. Giácomo Begni – Pastoral, Conselho
P. Mauro Gozzi – Vigário Paroquial; Conselho
Ir. Felipe Olsen Fernandes – Pastoral, Conselho
Ir. Lucas Rodrigues da Cunha – Tirocinante, Pastoral

Pedagogia Salesiana

Todas as casas salesianas, usam como referência o Sistema Preventivo de Dom Bosco, um estilo de educação feito de ação e reflexão e um patrimônio pedagógico dos salesianos.
Dom Bosco percebeu que era necessário educar os jovens abandonados, órfãos e marginalizados de seu tempo, mas era preciso evitar que estes jovens se colocassem em situações de risco e vulnerabilidade social. Ele olhou para a realidade e constatou o completo desamparo da juventude e, sem a necessidade de um grande esforço intelectual, percebeu a nítida e cruel realidade e o risco que corriam: era presa fácil de toda sorte de perigos (más companhias, patrões exploradores, a fome e a miséria, a indiferença social).
Assim, seguindo o velho e sábio entendimento de que é melhor prevenir do que remediar, Dom Bosco começou a atuar preventivamente. Ele costumava dizer que “Se há jovens maus é porque não há quem cuide deles”, entendia, pois, a necessidade de oferecer aos meninos a educação, o trabalho, o pão, a religião e os valores necessários para que se tornassem bons cristãos e honestos cidadãos.
Dom Bosco queria interagir positivamente na vida dos jovens para que eles não tivessem que praticar atos de conduta reprováveis e para que vivessem bem consigo mesmos, com a sociedade e com Deus.
O Sistema Preventivo de Dom Bosco foi estruturado com base em três pilares: razão, religião e amorevolezza, esta última uma palavra do italiano, cuja tradução aproximada seria amor educativo, amabilidade, carinho.
É exatamente nesta dimensão pedagógica desenvolvida por seu fundador, São João Bosco, que se concentra toda a ação educativa da Obra Social Dom Bosco. A proposta pedagógica da Instituição visa garantir a educação integral dos atendidos, propiciando-lhes um processo educativo fundamentado na razão, que respeite a diversidade religiosa do educando e reafirme a importância de se ter uma religião, bem como o desenvolvimento de laços de amizade e respeito entre educadores e educandos, por meio do amor educativo.

Venha fazer parte você também!

Você também pode fazer parte dessa família e entregar sua vida pela salvação da juventude.

Não tenha medo de dar seu sim a Deus.

Entre em contato conosco para saber como funciona o caminho de discernimento vocacional.