Professores do UNISAL participam de terceira capacitação do STHEM Brasil 2015

O UNISAL – Centro Universitário Salesiano de São Paulo, como exemplo da importância em investir no aperfeiçoamento de seus docentes, participou da terceira etapa da capacitação do STHEM Brasil 2015, com cerca de 15 professores. O ENIAC, Guarulhos, SP, foi palco da capacitação, em 05 de agosto. Eric Mazur, Físico de Harvard, Estados Unidos, e Bennett Goldberg, da Universidade de Boston, Estados Unidos, ministraram workshops em Metodologias Ativas de ensino. O Consórcio conta com 35 universidades consorciadas em todo o Brasil. (www.sthembrasil.com).

Durante a apresentação no MasterClass, Mazur afirmou que os professores devem resolver o conflito como treinador e não juiz. “É necessário que o docente esteja ciente que ele não pode julgar. Eu sempre fiquei como avaliador mesmo durante uma avaliação”, destaca Eric Mazur.

Ainda segundo Mazur, ao adotar esta postura o professor conquista respeito mútuo de colegas de profissão e discentes de todas as disciplinas.

Durante as mais de 3 horas em que expôs o conteúdo de uma vida inteira dedicada à melhoria do ensino, o físico Eric Mazur destacou a importância do aprender a aprender. “O momento em que você conclui a graduação e adquire o diploma é a hora exata em que o aprendizado começa. É quando o aluno tem de assimilar o conteúdo sozinho”, ressalta Mazur. O grande desafio, segundo ele, é como o estudante irá aprender se não aprendeu a aprender na universidade.

“É neste contexto que se torna muito importante aprender todos os dias, aprender com a vida, aprender a aprender em sala de aula. Eu acho que não damos a possibilidade do aluno desenvolver essa habilidade e uma forma de fazer isso é por meio da chamada ” Revisão por Pares Calibrada”, avalia Mazur.

Neste método, o docente repassa aos estudantes um trabalho, uma dissertação, por exemplo. Em seguida, explica como vai avaliar o estudante. Ou seja, ele dá os feedbacks ao aluno, mas não uma nota. A intenção é que o estudante não se prenda à nota, mas sim ao que realmente entendeu da dissertação e das orientações dadas pelo professor. Desta forma, ele avalia o seu próprio trabalho.

E justamente o fato de ter de aprender a aprender é o que trouxe um número ainda maior de docentes de volta à sala de aula. Cerca de 204 professores de 50 instituições de ensino de todo o Brasil, sendo 29 já consorciadas, participaram da terceira capacitação do Consórcio STHEM em 2015. No primeiro semestre, no UNISAL, Unidade Lorena, e no UniÍtalo, SP, mais de 200 educadores participaram dos workshops. Em 2014, outros 120 também participaram da formação com professores de Harvard e Boston, Estados Unidos, e da Escola Politécnica de Montreal, no Canadá.

Além de Mazur, a Capacitação do Consórcio STHEM Brasil também contou com workshop de Bennett Goldberg, da Universidade de Boston, Estados Unidos. Ele falou sobre “Ensino Hibrido e Sala de Aula Invertida.” “Cada situação exige do docente uma atuação diferente. Saber entender a forma como essa dúvida pode ser sanada é que faz toda a diferença”, conclui Bennett.

No evento, também houve o lançamento do livro: “Peer Instruction: A Revolução da aprendizagem ativa”, de Eric Mazur.

Comunicação e Marketing – UNISAL

Comments are closed.